foto-manoel-josafa-olin.png

SIMPÓSIO OS PURITANOS

Fim do evento e despedida

 

 

Queridos irmãos em Cristo,

 

É com tristeza que comunicamos a decisão da Coordenação do Projeto Os Puritanos de não mais realizar o Simpósio Os Puritanos. Foi em 1992, na cidade do Recife, que iniciamos a realização desse evento, motivados pela redescoberta dos valores da fé reformada e todos os seus benefícios para a Igreja, para a piedade e para a cosmovisão cristã. Conhecer os princípios reformados pelo viés puritano foi algo glorioso e marcante demais para nós. Isso abriu nossos olhos para a importância de um retorno às “antigas veredas” da confessionalidade reformada e da necessidade de avivamento bíblico. Assim como Calvino, os puritanos defenderam que os princípios bíblicos devem ser aplicados a todos os aspectos da vida. Esses homens batalharam na intenção de conformar a Igreja nacional à Palavra de Deus em seu governo, adoração e prática. Isso nos motivou grandemente, a ponto de iniciarmos um projeto de divulgação desta fé. Muito poderia ser dito sobre isso. Muito teríamos a falar sobre a vida e a influência do inesquecível amigo Olin Coleman, hoje já na glória, e que conosco iniciou um projeto que, dentre outras coisas, incluía uma conferência reformada anual: o Simpósio Os Puritanos. James Olin Coleman é um nome que jamais será esquecido.

 

Mas chegou o momento de pararmos. Tentamos continuar, mas não conseguimos. “Tudo tem seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu” (Ec 3.1). Tempo de começar e tempo de findar. Realizar esse evento sempre exigiu muito vigor físico e emocional, coisas que já não temos como antes. Por isso, eu juntamente com o Pr. Josafá Vasconcelos, tomei, com pesar, a decisão de parar. Somos eternamente gratos a Deus por sua bondade para conosco nos concedendo o privilégio de realizar esse evento por 29 anos. Ele serviu de grande bênção em nossa vida e na vida de tantos irmãos amados. Agradecemos a todos que conosco participaram e desfrutaram de tantos momentos.

 

Agradecemos o incentivo e apoio de tantos pastores e irmãos que, de uma forma ou outra, contribuíram com esse empreendimento e nos deram importante suporte. Destaco aqui o empresário Josias Baía, meu cunhado e grande amigo, que foi um importante cooperador desde o início do Projeto. Destaco também o querido irmão Mike Coleman, filho do presbítero Olin Coleman, e sua amável disposição em cooperar conosco em todos os eventos realizados. Tudo isso foi importante, tanto na realização das conferências como na publicação de obras puritanas. A eles presto nossa imensa gratidão.

 

Agradecemos de forma destacada a todos da nossa equipe que, por tantos anos, foram a razão do sucesso deste trabalho de amor e dedicação. Sempre estivemos unidos com o mesmo sentimento e propósito de propagar a fé reformada no Norte e Nordeste do Brasil. Sempre desejamos compartilhar com muitos irmãos em Cristo aquilo que aconteceu conosco. Nossa gratidão aos queridos irmãos Heraldo, Cibelli (eficiente coordenadora do evento), Waldemir, Ademir, Moisés e Eurico, além de irmãos voluntários, pelo zelo e disposição com que realizaram suas atividades.

 

Agradecemos muitíssimo à Missão das Igrejas Reformadas do Brasil pela ajuda inestimável ao Projeto e na realização do evento. A liderança dessas igrejas merece uma menção especial. Destacamos o nome do nosso grande amigo, companheiro de lutas, Pr. Kenneth Wieske, um dos maiores incentivadores do Projeto Os Puritanos, e todo seu inestimável apoio, exemplo, dignidade e honradez. É impossível esquecer esse irmão que a nós se doou sobremaneira e com quem desfrutamos de verdadeira comunhão. Saudade grande!

 

Agradecemos a essa Missão Reformada que nos beneficiou todos os anos com subsídios para pastores e líderes de várias igrejas, proporcionando-lhes edificação e encorajamento. Nossa especial gratidão aos pastores Julius Van Spronsen, Jim Witteveen, missionários que serviram às Igrejas Reformadas do Brasil, e a todos os pastores brasileiros dessas amadas igrejas, destacando o Pr. Adriano Gama, que esteve conosco desde longa data.

 

Agradecemos àquelas igrejas locais que, em algum momento, aceitaram amavelmente sediar o Simpósio, e aos amados irmãos de muitas igrejas protestantes históricas que participaram e nos apoiaram nesse empreendimento. São amadas igrejas. 

 

Aqui menciono com grande destaque a Igreja Presbiteriana da Aliança em Recife, onde fui presbítero regente durante 10 anos — igreja do meu coração, meu oásis. Menciono a pessoa do amado Pr. Paulo Brasil, amigo do coração, de todas as horas e em todas as lutas — “amigo mais chegado do que um irmão”. O Projeto Os Puritanos esteve sob a supervisão do Conselho dessa igreja desde os momentos em que foi plantada e organizada, a qual estará em nosso coração para sempre. Nossa história estará ligada aos irmãos da IPA de maneira inesquecível.

 

De forma muito especial, agradecemos à amada Igreja Presbiteriana Central do Pará, que, por 24 anos, compartilhou conosco da mesma visão e propósito, realizando anualmente a Conferência Reformada ARPAV/Os Puritanos, objetivando, com isso, contribuir para uma reforma religiosa de retorno às Escrituras naquela região. Nossa identificação com essa igreja tem uma marcante e linda história. Não podemos falar do Simpósio Os Puritanos sem nos reportarmos ao hospitaleiro, sóbrio e irrepreensível servo de Deus Pr. Paulo Anglada, além de sua amada família e seus colegas presbíteros. Nunca esqueceremos a comunhão e o amor dos irmãos e de todas as experiências que vivenciamos. Saudades.  

 

Nossa sincera gratidão aos dedicados e amáveis preletores (estrangeiros e brasileiros) e tradutores, que gentilmente aceitaram nosso convite para participarem do Simpósio. Muito obrigado pelo esforço e desprendimento de deixar seus afazeres ministeriais e o conforto do lar para contribuírem com os nossos objetivos. O Senhor os retribua com ricas bênçãos sobre suas famílias e seus ministérios. A todos seremos sempre devedores. Um destaque especial ao Dr. Joseph Pipa e ao Dr. Joel Beeke, homens de honra, que conosco estiveram tantas vezes e grandemente nos influenciaram e incentivaram — que o Senhor supra, “em Cristo Jesus, cada uma de vossas necessidades”.

 

Particularmente menciono o Rev. Josafá Vasconcelos. Ele foi meu amigo e companheiro durante todos esses anos. Juntos iniciamos o Simpósio, juntos nos alegramos e choramos em momentos difíceis. Josafá é um cristão autêntico e fiel que “tem a cara” do Simpósio Os Puritanos. Será difícil de esquecer os momentos em que, contagiados por sua vibração e liderança, juntos cantamos os Salmos, acompanhados no teclado pelo Pr. Edson Rosendo a quem manifestamos nossa gratidão. Suas mensagens cheias de piedade e amor por Cristo sempre nos quebrantaram, nos desafiaram e nos trouxeram momentos gloriosos. Josafá é um puritano fora de tempo. Sua influência em minha vida antecede ao Projeto e nos uniu para sempre. Obrigado, irmão.  

 

Nossa gratidão ao Pr. Alan Kleber e à Igreja Presbiteriana de Aracaju, que, recentemente, receberam a mim e à minha esposa em sua membresia, estendendo-nos a mão da comunhão; sem contar as tantas vezes que ambos demonstraram o seu apoio ao Simpósio, quando, todos os anos, organizaram caravanas que propiciaram a participação de muitos irmãos.

 

Nossa gratidão aos nossos mui queridos da família, em especial à minha esposa, Telma, aos meus amados filhos, genro e netos, pelo total apoio, paciência e compreensão durante todos esses anos. Vocês fizeram com que nossos sonhos se materializassem.

 

A Editora Os Puritanos e o CLIRE (Centro de Literatura Reformada) continuarão alinhados no mesmo propósito de continuar publicando literatura bíblica, a fim de despertar leitores para a importância da fé reformada. O Projeto Os Puritanos continuará trabalhando na produção de um Saltério, por meio da Comissão Brasileira de Salmodia (CBS), crentes de que este projeto será de grande valia para a igreja do brasileira.  

 

Que Deus nos ajude a continuar carregando a tocha do Evangelho de Cristo, o qual, pela graça de Deus, jamais será apagada.

 

Obrigado, Senhor, porque o Simpósio Os Puritanos foi, para nós, mais que um sonho: ele de fato existiu, e foi um encontro especial envolvendo coisas eternas; tratou-se de um pequeno vislumbre da glória que está por vir no seu sábio tempo.

 

Manoel Canuto

Coordenador do Projeto Os Puritanos

 

A Deus Toda Glória: “... pois guardar na memória suas grandes obras é o fundamento de todo amor e serviço a Deus” (Thomas Manton).

 

Que Deus nos guarde e nos livre, como Igreja, de abandonarmos ou perdermos de vista o foco da grande missão que Deus confiou à sua Igreja, Igreja do Deus vivo, Coluna e Baluarte da Verdade, isto é, anunciar, defender, preservar, e viver o mistério da piedade.” (Paulo Anglada)