• Os Puritanos

As Missões Mundiais » Joel Beeke



​​

A DOUTRINA DA IGREJA — AS MISSÕES MUNDIAIS

O apóstolo João elogiou as missões quando ele escreveu: “por causa do Nome foi que saíram, nada recebendo dos gentios” (3 João 7). Estes ministros foram em frente para pregar o evangelho e propagar o Cristianismo. Eles seguiram em frente, para converter as nações. Este é um serviço excelente, pois eles seguiram em frente por Deus, e em Seu nome. O objetivo principal de todos os ministros do evangelho deveria ser reunir e acumular um povo, para a glória e a honra do Senhor.

Contudo, outras pessoas que não são chamadas para pregar podem contribuir para o progresso desta obra. As igrejas, e todos aqueles que amam a causa de Cristo, devem trabalhar juntos para apoiar a propagação da verdadeira religião nas nações dominadas pela falsa religião. Nós devemos ter corações dilatados e desejosos de compartilhar os nossos recursos, além de nossos círculos particulares (Filipenses 4:14-16). Assim, somos “cooperadores da verdade”, conforme nós honestamente desejamos, oramos, e contribuímos com a nossa ajuda, na propagação do evangelho pelo mundo (3 João 8).

Quando Cristo pregou o evangelho do reino, Ele visitou não apenas as grandes e ricas cidades, mas também os povoados pobres e desconhecidos (Mateus 9:35). As almas daqueles que são pequeninos, e pouco importantes no mundo, são muito preciosas para Cristo, e também deveriam ser para nós, assim como as almas dos grandiosos, mais importantes. O Senhor Jesus é movido por compaixão pelo povo (v.36), e não meramente por causa dos seus problemas físicos e momentâneos, mas especialmente por suas necessidades espirituais. Ele percebe a ignorância e necessidade do povo, que deve levá-los a perecer, em breve. Cristo é um amigo muito compassivo para as almas preciosas. Foi a misericórdia pelas almas que O trouxe dos céus para a terra, e então para a cruz. Como ovelhas sem um pastor, as nações não tem um rei espiritual para guiá-las fielmente a Deus (v. 36; cf. 1 Reis 22:17). Nenhuma criatura tem uma maior tendência de se extraviar do que uma ovelha, e de se tornar impotente quando perambula ou vagueia. Pecadores são ovelhas perdidas, e falsos mestres tosquiam as ovelhas, ao invés de as alimentarem (Jeremias 23:1-8; Ezequiel 34).

Portanto, o Senhor desperta os Seus discípulos para orar por trabalhadores para a seara espiritual (Mateus 9:38). Existe muito trabalho a ser feito, multidões de pessoas que precisam da instrução da Palavra de Deus. É obra de Deus enviar os trabalhadores. Cristo produz ministros (Efésios 4:11). Todos os que amam a Cristo e as almas deveriam mostrar isto através das suas honestas orações a Deus, para que Ele envie mais pregadores habilidosos, fiéis, sábios e que trabalham duro. É um bom sinal de que Deus está prestes a conceder uma misericórdia especial quando ele desperta o Seu povo para ir ao trono da graça (Salmos 10:17). Assim como Cristo chama os Seus discípulos para orar, e então os envia para pregar (Mateus 9:38-10:8), os pregadores de Deus também precisam orar, “Eis-me aqui, envia-me a mim” (Isaías 6:8), e também orar para que Deus envie outros mais.

O Cristo ressurreto comissionou os Seus servos, falando: “Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século” (Mateus 28:18-20). Cristo tem domínio universal como o Mediador (João 17:2). Ele o comprou (Romanos 14:10), e agora Ele está tomando posse dele (Salmos 2:8). Ele comissionou primeiro os Seus apóstolos, e então os seus sucessores, os ministros do evangelho em todas as nações, até os confins do mundo. A salvação por Cristo precisa ser oferecida para todas as pessoas, exceto para aquelas que excluíram a si mesmas através da sua recusa em crer e se arrepender.

Cristo, o Mediador, está estabelecendo um reino; traga as nações para serem os seus súditos. Cristo está estabelecendo uma escola; traga as nações para serem os seus estudantes. Cristo está levantando um exército da verdade e do amor, para guerrear contra os poderes das trevas; aliste as nações para servirem sob a Sua bandeira. Conquiste as nações para Cristo, para que elas sejam verdadeiramente felizes!

_____________

*Adaptado à partir dos comentários de Matthew Henry (1662–1714) em 3 João 7; Mateus 9:35-38; 28:18-20

​Quinquagésimo segundo artigo da série "Grandes Doutrinas da Fé Cristã Reformada". Publicado com autorização

* The Reformation Heritage KJV Study Bible, Joel R. Beeke (editor geral), Reformation Heritage Books (RHB), Grand Rapids, Michigan, 2014, “List of In-Text Articles”. http://kjvstudybible.org

#JoelBeeke #TheReformationHeritageKJVStudyBible #FéReformada #GrandesDoutrinasdaFéCristãReformada #DoutrinadaIgreja #MissõesMundiais

280 visualizações

SOBRE OS PURITANOS

 

O Projeto Os Puritanos é um ministério sem fins lucrativos, nascido há mais de 25 anos e comprometido com as Escrituras Sagradas e com a exposição sistemática das verdades bíblicas conhecidas como a fé Reformada. O próprio nome "Os Puritanos" sinaliza claramente que nossa teologia tem sido e continua a ser conformada aos documentos teológicos conhecidos como a Confissão de Fé de Westminster e seus catecismos, em harmonia com os ricos tesouros dos credos e confissões da histórica tradição Reformada — as Três Formas de Unidade (Confissão Belga, Catecismo de Heidelberg e os Cânones de Dort).

Mais sobre Os Puritanos
  • Facebook App Icon
  • Twitter App Icon
  • YouTube App Icon
  • Google+ App Icon
  • Pinterest Basic Square
  • LinkedIn App Icon
  • RSS App Icon
Topo da Página

© 2014 by Os Puritanos

Receba notificações de Os Puritanos em seu email